Timidez, um pesadelo.

Encontros são a melhor maneira de conhecer novas pessoas, mas a timidez pode transformá-los em verdadeiros pesadelos. Se você é tímido, alguns conselhos…

Todos querem conhecer a pessoa ideal, ninguém se sente realmente bem se não tem alguém que lhe queira, alguém a quem possa querer , que lhe demonstre e a quem possa demonstrar o seu amor.

Porém essa busca se torna muito complicada quando a timidez é mais forte, quando nossa própria insegurança nos impede de sair de casa e fazer o necessário para encontrá-lo.

Os encontros são a parte mais empolgante e, ao mesmo tempo, mais inquietante do processo. No momento que devemos demonstrar tranqüilidade e presença de espírito, que na verdade não estamos sentindo, a timidez pode por tudo a perder. As palavras parecem travadas na garganta, nada interessante nos ocorre para dizer e acabamos convictos de que estragamos tudo.

Vejamos, então, algumas estratégias para vencer a timidez.

Respostas prontas, mas sem perder a naturalidade.

Algumas perguntas surgem em qualquer encontro. São as que se relacionam com a nossa vida pessoal, o que fazemos com quem vivemos, onde, quais são nossos interesses, o que gostamos de fazer, etc. Sabendo disso, prepare-se. Faça tais perguntas a si mesmo e as responda. Tenho uma idéia do que vai ocorrer na conversa ficamos menos ansiosos. Durante o encontro, ao ser inquirido sobre esses assuntos, dê respostas breves, mas não monossilábicas. E se chegar a uma situação de dificuldade para continuar a falar sobre um assunto, inverta e pergunte: e você?

Perguntar também é bom, afinal você tem que mostrar seu interesse.

Se, para sua sorte, o parceiro não é tímido, seguramente gostará de falar de si mesmo, o que vai lhe dar um enorme alívio e relaxamento. Então recorra à mesma estratégia da listinha de perguntas só que agora será você a fazê-las.

Fique atento (a) porque escutar o que o outro está dizendo, é muito importante. Nada de se distrair pensando em outras coisas, para descobrir, de repente, que não sabe do que o outro está falando.

Tem que sorrir

O sorriso é uma arma vital, um recurso fundamental em situações de interação, principalmente em um encontro. Todos reagem bem diante de uma pessoa que sorri. Mas cuidado para não parecer artificial e mecânico.

Respiração

A respiração é vital para controlar o nervosismo em qualquer situação. Os encontros não fogem à regra. Quando percebemos que estamos acelerados, o coração batendo muito forte é bom pedir licença para ir ao toilette respirar fundo, profundamente e relaxar

Elogios

Elogiar ao outro, no que possa ser elogiado, não deve ser difícil já que alguma coisa atraiu você. Algo sobre o que veste, o bom gosto na escolha de uma peça da roupa, são pequenos detalhes que servem para quebrar o gelo. Mas tem que ser sincero.

Esteja atualizado

Política, religião e sexo são temas que não devem ser tratados em um primeiro encontro. São sempre polêmicos e podem levar a discussões. Escolha temas correntes, atuais, sobre os quais não precise (nem deve!) se aprofundar muito. Mas se mostre capaz de abordar o assunto de forma correta, deixando sempre que o outro fale mais enquanto você ouve. Todos gostam de ser ouvidos.

O clima

O momento temido: a parada, o que dizer, os dois estão calados…. aí sai a observação: que tempo quente/frio/chuvoso! Um alívio, algo foi dito e pode ser respondido. É uma saída convencional, mas chata, então deve-se aproveitar para dar seguimento a alguma coisa interessante a partir do clima. Ex. “tem chovido muito! É verdade, mas eu acho bom porque os dias de chuva me deixam mais tranqüilo (a), posso colocar a leitura em dia, etc.” A seguir o outro vai falar das suas preferências climáticas e o que gosta de fazer vem na seqüencia.

Postura

Por último, e não menos importante, vem a postura. Lembre-se que a linguagem corporal diz muito, às vezes mais do que as palavras.
A postura correta é importante e faz a diferença não só para quem nos vê, como também para como nos sentimos. Então vamos lá: cabeça erguida, ombros alinhados, sentado adequadamente, mas de forma confiante e relaxada. Complete com um sorriso e siga pelo caminho seguro do sucesso.

Nadia Freire – Psicóloga

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here