Wassef, ex-advogado do clã Bolsonaro, sofre processo disciplinar na OAB

Advogado Wassef

A pedido do Ministério Público de Contas, com sede em Brasília, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, abriu processo contra Frederick Wassef, ex-advogado do clã Bolsonaro. Wassef escondeu em sua casa Fabricio Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro e operador financeiro no esquema de desvio de dinheiro público chamado de “rachadinha”.

Para o Ministério Pùblico de Contas, Wassef praticou ‘clara conduta de obstrução à justiça’ no episódio envolvendo Fabrício Queiroz, preso na última sexta-feira (18).

Defensor do senador Flávio Bolsonaro até este domingo, Frederick Wassef primeiro negou que tivesse cedido sua casa em Atibaia para Queiroz se esconder, depois alegou ‘questão humanitária’ para ter abrigado o operador financeiro de Flávio Bolsonaro.

Segundo o Ministério Público do Rio de Janeiro, Queiroz comandava a arrecadação irregular de dinheiro no esquema das “rachadinhas” e repassava parte dos recursos ao filho de Jair Bolsonaro. Wassef se afastou do caso após a repercussão negativa da descoberta de que abrigava Queiroz em seu imóvel, informa o Estadão.

Queiroz foi preso sob suspeita de, entre outros motivos, tentar interferir nas investigações. A localização do ex-assessor na casa do advogado do parlamentar levantou suspeitas de autoridades sobre uma possível tentativa de obstrução de Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here